http://www.radiofronterafm.com.br/ads.txt

noticias31 Seja bem vindo ao nosso site radiorevistafronteira@gmail.com!

CIDADE

Delegado da Polícia Civil, Alexandre Macorin, recebe Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu

Publicada em 19/05/23 às 10:41h - 36 visualizações

Radio Fronteira 101,7


Compartilhe
Compartilhar a noticia Delegado da Polícia Civil, Alexandre Macorin, recebe Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu  Compartilhar a noticia Delegado da Polícia Civil, Alexandre Macorin, recebe Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu  Compartilhar a noticia Delegado da Polícia Civil, Alexandre Macorin, recebe Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu

Link da Notícia:

Delegado da Polícia Civil, Alexandre Macorin, recebe Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu
 (Foto: Reprodução)
Como meio de reconhecer os serviços prestados em prol da segurança pública iguaçuense, o delegado Alexandre Macorin recebeu o Título de Cidadão Honorário pela Câmara Municipal de Foz do Iguaçu nesta quinta-feira, 18 de maio. A honraria foi proposta pela vereadora Protetora Carol (PP) e também assinada pelos parlamentares: Adnan El Sayed (PSD), Alex Meyer (PP), Cabo Cassol (Podemos), Edivaldo Alcântara (PTB), Galhardo (Republicanos), Jairo Cardoso (União), João Morales (União), Kalito Stoeckl (PSD), Marcio Rosa (PSD) e Rogério Quadros (PTB).

A solenidade, que lotou o Plenário da Casa, contou com a banda do 34° Batalhão de Infantaria Mecanizado, realizando a execução do hino nacional brasileiro e do hino ao município de Foz do Iguaçu, e diversas autoridades, dentre elas os representantes do Executivo de Foz do Iguaçu e de Porecatu, da Polícia: Federal, Civil e Militar, Itaipu, Exército, Marinha, além de familiares e amigos do homenageado. Durante o evento foi exibido um vídeo com homenagens da família e amigos do delegado Alexandre e também realizada a entrega da Menção Honrosa da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (ALEP), concedida pelo deputado estadual Oziel Luiz de Souza “Batatinha”.

A proponente da homenagem, vereadora Protetora Carol Dedonatti (PP), fez o uso da tribuna para agradecer o profissional, assim como o deputado estadual “Batatinha”, que se pronunciou em nome da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Além dos parlamentares, também fizeram o uso da palavra o vice-prefeito do município de Porecatu, Agamemnon Augusto Araújo Paduan, e o vice-prefeito Francisco Sampaio, em nome do governo do município iguaçuense.

Fazendo o uso da tribuna para agradecer, o delegado Alexandre Macorin relembrou a história de Foz do Iguaçu em 2006, que era apontada como uma cidade perigosa e violenta, e os fatores que motivaram a implementação da Delegacia de Homicídios no município, além de pontuar também seus feitos e operações bem-sucedidas durante a carreira policial. “Se eu deixei algum legado, foi o respeito e o contato com as polícias do Brasil, do Paraguai e da Argentina”, comenta Alexandre, que promoveu a integração das forças de segurança pública dos três países, desenvolvendo estratégias para o combate à criminalidade na Tríplice Fronteira.

Participaram das mesas de honra as seguintes autoridades:

Oziel Luiz de Souza “Batatinha”, deputado estadual do Paraná e proponente da Menção Honrosa; Francisco Sampaio, vice-prefeito de Foz do Iguaçu; Marcos Berzoini Smith, delegado-chefe da divisão da Polícia Federal de Foz do Iguaçu; Tenente Coronel Marcos Aparecido de Souza, comandante do 14° Batalhão da Polícia Militar e cidadão honorário de Foz do Iguaçu; Tenente-coronel Jahnke, secretário municipal de Segurança Pública; Volnei Dalabeta (Super oficial), representante da capitania fluvial do Rio Paraná; Major Carlos Magno Siqueira Carvalho, representante do 34° Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMEC); Washington Alves da Rosa, superintendente da Segurança Empresarial da Itaipu Binacional; Agamemnon Augusto Araújo Paduan, vice-prefeito do município de Porecatu, Paraná; Promotor de Justiça Giovani Ferri; e os parlamentares: Cabo Cassol (Podemos); Dr. Freitas (PSD); Edivaldo Alcântara (PTB); o presidente João Morales (União); Marcio Rosa (PSD); Ney Patrício (PSD); a proponente da honraria Protetora Carol Dedonatti (PP); Rogério Quadro (PTB).

História de vida

Alexandre Macorin de Lima nasceu em Porecatu, no norte do Paraná, em 1971. Casado com Patrícia Macorin, ele tem duas filhas: Lívia e Luiza. Em 1991, Alexandre se graduou em Direito pela Faculdade de Direito da Alta Paulista e, em 2007, pós-graduou-se em Gestão de Segurança Pública pela Escola Superior da Polícia Civil.

Aprovado em um concurso público em 1994, Macorin ingressou na Polícia Civil do Paraná e deu início à carreira de delegado de Polícia. Hoje, Alexandre conta com mais de 27 anos de experiência na área da segurança pública, onde atuou à frente de diversos casos envolvendo crimes contra o patrimônio, tráfico de drogas, homicídios, dentre outros. Devido à sua competência, o profissional também ministrou aulas na Academia Policial do Paraná, capacitando novos profissionais.

Em Foz do Iguaçu, atuou como delegado-chefe da 6° subdivisão Policial, sendo responsável por coordenar uma equipe de policiais civis, também promovendo a integração das forças de segurança pública locais e estratégias de combate à criminalidade da Tríplice Fronteira, em conjunto às frentes argentina e paraguaia.




assessoria




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)999127301

Visitas: 13395799
Usuários Online: 410
Copyright (c) 2024 - radiorevistafronteira@gmail.com
Converse conosco pelo Whatsapp!