ESTADO

Comandante Geral da PM dá detalhes de chacina no oeste do Paraná

Publicada em 15/07/22 às 08:59h - 108 visualizações

por Radio Fronteira 101,7


Compartilhe
Compartilhar a notícia Comandante Geral da PM dá detalhes de chacina no oeste do Paraná  Compartilhar a notícia Comandante Geral da PM dá detalhes de chacina no oeste do Paraná  Compartilhar a notícia Comandante Geral da PM dá detalhes de chacina no oeste do Paraná

Link da Notícia:

Comandante Geral da PM dá detalhes de chacina no oeste do Paraná
 (Foto: Reprodução)

Comandante Geral da Polícia Militar do Paraná, Hudson Leôncio Teixeira, se posicionou sobre a chacina que aconteceu em Céu Azul e Toledo.

Soldado Fabiano Junior Garcia tirou a própria vida após matar oito pessoas.

O CASO

O policial militar Fabiano Junior Garcia, lotado no 19º BPM (Batalhão de Polícia Militar), matou oito pessoas, dentre elas seus três filhos, e tirou a própria vida. A tragédia aconteceu entre a noite de quinta (14) e a madrugada de sexta-feira (15), nas cidades de Toledo e Céu Azul, no Oeste do Paraná.

Soldado Garcia cumpriu plantão até por volta de 19h. Após deixar o batalhão, ele foi até Céu Azul, em uma propriedade na área rural, onde matou a tiros dois de seus filhos, sendo um menino de 4 anos e uma menina de 9.

Em seguida, o policial retornou a Toledo, onde continuou com a chacina. Ele tirou a vida de outra filha, da mãe e do irmão, além de outras duas pessoas que estavam em via pública. As mortes aconteceram na Rua Paraíba, na Vila Paulista, e na Rua Getúlio Vargas, na Vila Boa Esperança

Garcia, então, foi até a Rua Rui Barbosa, região central de Toledo, na casa onde morava com a esposa e também a assassinou a tiros. Em seguida, ele cometeu suicídio no seu automóvel. Fabiano Junior Garcia estava na Polícia Militar desde 2010 e era tido pelos colegas como um cara "tranquilo".

Comandante Geral relatou que o Soldado gravou áudios aos familiares e amigos explicando a situação, "deu a entender que a motivação foi ele não aceitar a separação e algumas dívidas que ele tinha". Além disso, Teixeira presume que Garcia tinha um planejamento para o crime.

O CASO

O policial militar Fabiano Junior Garcia, lotado no 19º BPM (Batalhão de Polícia Militar), matou oito pessoas, dentre elas seus três filhos, e tirou a própria vida. A tragédia aconteceu entre a noite de quinta (14) e a madrugada de sexta-feira (15), nas cidades de Toledo e Céu Azul, no Oeste do Paraná.

Soldado Garcia cumpriu plantão até por volta de 19h. As mortes aconteceram na Rua Paraíba, na Vila Paulista, e na Rua Getúlio Vargas, na Vila Boa Esperança

Garcia, então, foi até a Rua Rui Barbosa, região central de Toledo, na casa onde morava com a esposa e também a assassinou a tiros. Em seguida, ele cometeu suicídio no seu automóvel. Fabiano Junior Garcia estava na Polícia Militar desde 2010 e era tido pelos colegas como um cara "tranquilo".



fonte catve




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)999127301

Visitas: 12196757
Usuários Online: 197
Copyright (c) 2022 - radiorevistafronteira@gmail.com
Converse conosco pelo Whatsapp!